Páginas

20 DIAS SEM PORNOGRAFIA

Não é de agora que eu tento tirar pornografia da minha vida. Minha história começa ainda na adolescência quando percebi o precioso tempo que ela me tomava e como me deixava preguiçoso e procrastinador, além de me obrigar a mentir constantemente e me colocar em apuros nos estudos e trabalho.

20 dias sem pornografia - homem jovem olha um tablet

Mas apesar da minha vontade, os apelos da pornografia eram muito mais fortes do que minha parca força de vontade. Afinal, era só pornografia, que mal poderia fazer?

Só anos mais tarde, com uma vida sexual ativa, que senti o dano que o uso constante de pornografia por tantos anos tinham me afetado. Inicialmente não consegui fazer a relação entre uma coisa e outra, mas finalmente a coisa ficou clara quando eu esbarrei em um site que gerou toda a catarse que modificou minha vida nos últimos anos.

Eu, vinte poucos anos, tinha desenvolvido dificuldade para ter ereções durante o sexo real, chegando algumas vezes a evitar o sexo por puro medo de brochar. Cheguei até em pensar em tomar Viagra e eu não tinha nem 25 anos de idade! Não é normal um homem jovem e saudável como eu ter disfunção erétil seguidas vezes, por isso minha primeira preocupação foi que eu tivesse algum tipo de problema fisiológico.

Erro meu. Meu organismo estava funcionando perfeitamente bem. Meu problema era outro, de natureza psíquica. Como eu descobri depois, meu cérebro apenas estava tão inundado de imagens pornográficas que ele não conseguia achar nenhuma graça no sexo real.

RECAÍDA

Desperate Man Suffering Emotional Pain, Grief And Deep Depression

Depois de uma luta contra meus desejos de ver pornografia, cheia de altos de baixos, consegui superar minha disfunção erétil e até comecei a namorar.

Entretanto, com o passar do tempo, baixei a guarda e mais uma vez me deixei levar pela origem da minha ruína.

Depois que terminei o namoro (o que não tem relação com o vício em pornografia), acabei afundando ainda mais, tanto pra abrandar o desejo físico como para abafar os sentimentos de carência e melancolia que costumam aparecer nesses momentos.

Cada dia que eu fraquejava era um novo dia de tentativa de recomeço. "Dessa vez eu paro". Mas era uma falha atrás da outra. Eu só não desistia pois sabia que essa era a chave da minha virada. Em quanto eu afundava novamente em pornografia minha vida de forma geral afundava junto. Era o trabalho feito de forma desleixada e de última hora, os estudos cada vez mais negligenciados, a autoestima se degradando, vida social se esvaindo.

Usei todas as técnicas que eu havia aprendido, mas acabava achando formas de burlar minhas próprias barreiras. Eu já estava convencido que não conseguiria sozinho, eu já não tinha mais forças. Sentia-me quase como aqueles viciados que precisam entrar em uma clínica de reabilitação, sendo vigiados 24 horas por dia para conseguirem se livrar das drogas.

#NoFapSeptember

man2

Foi aí que, quase do nada, um amigo começou a falar do NoFapSeptember, um mês no ano em que as pessoas se desafiam a não se masturbarem. Ele falou que tinha apostado dinheiro no desafio e eu achei uma ideia incrível. Logo me propus a fazer a mesma coisa. O mês já havia começado, mas eu iniciei o desafio mesmo assim, prometendo para uma amiga que se não conseguia, daria para ela uma quantia em dinheiro, nada substancial, mas que me faria bastante falta.

E aqui estou eu, 20 dias depois, me sentindo vitorioso só por ter conseguido ficar o maior período de tempo sem consumir pornografia e me masturbar que eu lembro nos últimos 12 meses.

Com vinte dias ainda não cumpri o desafio NoFapSeptember, muito menos deixei o vício em pornografia para trás, no entanto não tem como não comemorar a marca. Depois de vários dias de oscilação de humor, do desejo de sucumbir ao vício alternado com a total apatia, indisposição e falta de concentração, finalmente sinto as coisas melhorarem.

A RECUPERAÇÃO

Aquele desejo intenso, quase incontrolável e difícil de suportar, embora ainda apareça (e acho que não vá sumir realmente, pelo menos tão cedo) agora parece perfeitamente administrável. Desenvolvi uma sensibilidade antes inalcançável, quando meus sentidos estavam todos entupidos de sensações artificiais. O toque das coisas e os sabores parecem mais nítidos, coisas que eu já tinha experimentado na minha primeira recuperação e que havia perdido novamente.

20 dias sem pornografia recuperacao2

Tenho dado mais atenção às pessoas e ao que falam e fazem e principalmente estou dando mais atenção aos meus próprios sentimentos. Muitas vezes eu usava a masturbação como forma de fugir dos sentimentos com os quais eu não queria lidar. Atrás da dose de hormônios do orgasmo os sentimentos ruins pareciam mais distantes e menos opressores.

Essa é a parte mais difícil e que muitas vezes me faz desejar fraquejar. É muito fácil viver fugindo dos sentimentos. Mas reaprender a lidar com isso ao mesmo tempo me dá uma sensação de estar mais vivo e não apenas observando. Estou também mais atendo ao magnetismo sexual das outras pessoas.

Uma das características mais marcantes dessa fase é a oscilação. O humor, a motivação e principalmente o desejo sexual fica cheio de altos e baixos e ainda é um desafio lidar com isso. Em um instante o desejo parece impossível de controlar só pra logo em seguida ele sumir completamente ao ponto de você quase acreditar que não vai mais voltar.

young man walking alone

Enquanto escrevo isso busco outros sinais fortes e claros da minha melhora, mas na verdade a maioria das coisas é tão sutil que não saberia nomeá-las e a explicação se tornaria demasiada longa. Como a maioria das mudanças profundas, começa com uma coisa pequena que provoca um efeito cascata que no começo é quase imperceptível e antes que você espere já deixou marcas e transformou tudo. Já senti o poder dessa mudança antes e não tenho nenhuma dúvida do poder transformador dela.

De agora em diante é primeiro focar em terminar os primeiros 30 dias, depois os 60 e os 90 e assim por diante, um dia de cada vez, focado pois cada dia poder ser um dia mais perto do objetivo ou um dia de fracasso. Não falo isso de uma forma alarmista, mas pra manter em mente que a luta não tem fim por isso devo ficar sempre alerta.

Se você também sente que a pornografia está atrapalhando sua vida de alguma forma, ou quer saber mais sobre os problemas causados pela pornografia e como elas afetam seu cérebro, levando até a disfunção erétil induzida por pornografia, acesse o site Vicio em Pornografia Como Parar e mude sua vida.